1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Goiás pode enfrentar 3ª onda de Covid com chegada de variante indiana ao Brasil

Por Lucas Silva 21 Maio 2021 Publicado em Saúde
Votao
(0 votos)
Lido 255 vezes

O Maranhão registrou nesta quinta-feira (20/5) os primeiros casos da variante indiana do coronavírus (chamada de B.1.617) no Brasil. São seis pessoas que chegaram ao estado a bordo do navio MV Shandong da Zhi, atracado no litoral do estado. O Brasil é o segundo país da América Latina a registrar a nova cepa – o primeiro foi a Argentina. A circulação dessa nova variante pode ocasionar uma terceira onda de Covid-19 em Goiás, segundo a Secretaria de Saúde do estado.

 

“Isso é um fato. A nova variante pode provocar uma terceira onda, assim como nós vimos com a variante P1 de Manaus, cuja a mutação aconteceu aqui mesmo. A melhor maneira de se evitar isso é vacinar o maior número de pessoas. Estudos mostram que com 70% a 80% de pessoas vacinadas você já consegue um impacto na transmissão da doença. Até que a vacina não chegue são as mesmas medidas de segurança: máscaras, lavar as mãos e evitar aglomerações”, afirmou a superintendente de Vigilância em Saúde de Goiás, Flúvia Amorim para a TV Goiânia Band.

 

Para evitar essa terceira onda, a Prefeitura de São Paulo pretende solicitar apoio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para instalar barreiras sanitárias nos aeroportos da capital, da região metropolitana e do interior do estado. A proposta foi adiantada nesta quinta-feira (20) pelo secretário Municipal de Saúde, Edson Aparecida.

 

Para Flúvia, é impossível controlar a entrada de variantes em Goiás. “Só se transformar Goiás em uma ilha e sem possibilidade de entrada e saída de pessoas de outros lugares. Variantes acontecem dentro do nosso próprio país, vide a variante de Manaus, que foi produzida dentro do nosso país”, reforçou.

 

Fonte: Sagres Online