1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Operação afasta três servidores do Detran-GO, bloqueia R$ 1,2 milhão e prende despachante por suspeita de fraudes em CNHs

Por Lucas Silva 02 Junho 2021 Publicado em Polícia
Votao
(1 voto)
Lido 633 vezes
Segundo a Operação Minnesota, os interessados nas habilitações irregulares pagavam entre R$ 5 mil e R$ 8 mil pelo documento, que também era vendido em Minas Gerais, Pernambuco, Tocantins e Distrito Federal.
 
 
Policiais civis afastaram das funções três servidores do Departamento de Trânsito de Goiás (Detran), prenderam preventivamente um despachante, e cumpriram 13 mandados de busca e apreensão na sede do órgão e em outros locais por suspeita de fraudes em emissões de carteiras de habilitação (CNH), nesta terça-feira (1º).
 
 
Segundo a Operação Minnesota, os interessados nas habilitações irregulares pagavam entre R$ 5 mil e R$ 8 mil pelo documento. Também foram bloqueados R$ 1,2 milhão em bens. A polícia identificou a emissão de cerca de 300 CNHs falsas.
 
 
Os nomes dos suspeitos não foram divulgados pela polícia. Por isso, não localizamos a defesa deles para se manifestar sobre a operação.
 
 
"Temos casos de pessoas que compraram a CNH e estão em manicômio. Pessoas que eram analfabetas e outras que nunca tinham dirigido na vida, que estão aí habilitadas na rua. São casos graves", disse a delegada Érika Botrel.
 
 
O Detran Goiás informou, em nota, que a operação é resultado de "sindicâncias abertas em novembro de 2020 pela própria autarquia e, subsequentemente, comunicadas às Polícia Civil e Federal". Os servidores relacionados na investigação foram afastados imediatamente, segundo o órgão, após a abertura das sindicâncias.
 
 
A 1ª Fase da operação foi deflagrada em fevereiro de 2021. A investigação apura de crimes de estelionato contra a administração pública mediante fraude documental, crimes de corrupção passiva e ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa.
 
 
A atuação da suposta organização criminosa extrapolou o território goiano para alcançar candidatos de outros estados, como Minas Gerais, Pernambuco, Tocantins, Distrito Federal. Em Goiás, a polícia identificou interessados no documento de praticamente todas as regiões do estado.
 
 
As fraudes ocorreram com o uso de documento de habilitação supostamente adulterado do estado de Minnesota, nos Estados Unidos, onde há exigência legal apenas da realização de exames de aptidão física e mental e avaliação psicológica, para fins de emissão da CNH, conforme tratado internacional de reciprocidade.
 
 
O processo tem rito próprio, exige atendimento presencial e comprovante de residência no Estado de Goiás.
 
 
Fonte: Valle Notícias
Instagram Radio EldoradoTwitter Radio Eldorado

 

Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro

Real Pax