1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Caminhoneiros de Goiás reclamam que valor do frete não acompanha alta do diesel: “conta não bate”

Por Lucas Silva 10 Maio 2022 Publicado em Estado
Votao
(0 votos)
Lido 129 vezes

Entidades que representam os caminhoneiros de todo o País organizam uma manifestação para derrubar o preço de paridade de importação (PPI), política de preço da Petrobras que é responsável pelos reajustes constantes dos combustíveis no Brasil. Durante a semana, eles definirão as datas e o formato das manifestações, que podem ser, inclusive, paralisações. A informação foi confirmada pelo presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Goiás (Sinditac-GO), Vantuir Rodrigues, ao Mais Goiás.

 

A decisão de protestar foi tomada após o novo anúncio da Petrobras, nesta segunda-feira (9), de aumento de 8,87% do diesel. O PPI, que mudou a política de preços da empresa de capital misto em 2016 (governo Temer), é um sistema baseado na paridade internacional de preços dos combustíveis, conforme já explicou ao portal o economista Aurélio Troncoso, coordenador do centro de pesquisa de mestrado da UniAlfa.

 

Segundo Troncoso, os valores estão ligados diretamente ao câmbio (dólar) e ao barril de petróleo. E a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) faz uma média mundial de preço entre os maiores exportadores. Com isso, o Brasil compra o barril do petróleo em dólar.

 

Ato dos caminhoneiros

 

Para Vantuir, se a sociedade tiver engajamento nesse ato dos caminhoneiros, é possível derrubar o PPI. “O aumento do combustível impacta todos os produtos e afeta todos os brasileiros”, ressalta. Questionado se a paralisação será o modelo de manifestação, ele afirma que ainda não está definido. Contudo, ele afirma que muitos motoristas já estão parando.

 

“A conta não bate. O frete, que deveria subir por causa da lei junto com o combustível, não sobe”. Vale citar, a política do frete mínimo citada por Vantuir foi uma das reivindicações dos caminhoneiros que paralisaram as estradas de todo o país em maio de 2018. A lei, contudo, está judicializada. Segundo o sindicalista, ela não estaria suspensa, mas não é aplicada, apesar disso.

 

Além de Vantuir, o presidente da Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava), Wallace Chorão, também declarou (ao site Congresso em Foco), que a categoria não consegue trabalhar com o novo aumento. “Não vai ter jeito, nós vamos ter que parar. Só estamos aguardando a posição de outros segmentos do transporte.”

 

Bolsonaro culpava presidente, em 2018

 

Há cerca de quatro anos, durante manifestação de caminhoneiros contra os aumentos constantes de preços dos combustíveis, o então deputado federal Bolsonaro (PL) apoiava a categoria na paralisação. Segundo ele, os aumentos eram por omissão do Executivo e a greve forçaria o presidente a dar uma solução.

 

“Os caminhoneiros buscam soluções para esses problemas, que interessam aos 200 milhões de brasileiros. Não têm encontrado eco no Legislativo. Sobrou-lhes o Executivo, que teima a se omitir. Assim sendo, apenas a paralisação prevista poderá forçar o presidente da República a dar uma solução para o caso”, disse em vídeo nas redes sociais, à época.

 

Hoje, na cadeira de presidente, Bolsonaro argumenta que a responsabilidade é da Petrobras. Porém, os representantes dos caminhoneiros, como Vantuir, culpam o gestor federal. “Lucrando bilhões com essa política de preços”, disse o líder sindical ao Mais Goiás.

 

No primeiro trimestre deste ano, a Petrobras conseguiu converter 31,6% das suas receitas em lucro, perdendo apenas para a chinesa CNOOC (37,7%). Mas no ranking de lucro ela está em primeiro, com US$ 8,6 bilhões (R$ 44,6 bi) registrados de janeiro a março. O montante supera grandes petroleiras, como Shell, ExxonMobik, BP, Chevron e mais, conforme o Poder360.

 

Mais Goiás

Instagram Radio EldoradoTwitter Radio Eldorado

 

Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro

Real Pax